A família Drugovich está presente nas pistas há muitos anos, a paixão pelo automobilismo corre gerações e as vitórias sempre estiveram presentes em sua história. Teve início com Claudio Drugovich na Fórmula Ford, passando pela Fórmula Truck com seu irmão Osvaldo Drugovich Junior que em 1997 foi campeão brasileiro pela equipe Drugovich Motorsports, e em 1998 conquistou o até então título inédito de bicampeão, disputando um campeonato bastante competitivo, com pilotos de outras categorias que migraram para a Fórmula Truck.


Felipe Drugovich é o atual piloto da família. Ele estreou nos campeonatos europeus com carros de fórmula em 2016, e já em 2017 foi o terceiro colocado no campeonato alemão de Fórmula 4 da ADAC, tendo sido o piloto com maior número de vitórias na categoria. Abriu 2018 com o título da MRF Challenge (campeonato disputado no Oriente Médio).


O ano de 2018 não poderia ser melhor. Felipe sagrou-se campeão da MRF Challenge 2017/2018 com 10 vitórias e um desempenho espetacular. No campeonato Euroformula F3 Open, o piloto conquistou o título de campeão já na 12ª prova em Monza, contabilizando 14 vitórias em 16 corridas, e 2 segundos lugares, atingindo o recorde absoluto de vitórias da história deste campeonato.


Felipe é o destaque da nova geração. Com a ausência de pilotos brasileiros na F-1, muito tem se falado sobre os novos pilotos brasileiros que podem pleitear por uma vaga na principal categoria do automobilismo e, em dezembro de 2017, Felipe foi eleito a grande promessa do Brasil para a F-1, em enquete realizada pela Red Bull.


Em 2019, Drugovich disputou o campeonato de Fórmula 3 da FIA. O ano não tem sido dos melhores por causa de muitos problemas com afinação e ajustes do carro, o que dificultou muito para o Felipe continuar apresentando excelentes resultados. Mesmo assim, ele ainda conseguiu a maior pontuação dentro da equipe Carlin Buzz Racing.


Em 2020, o brasileiro disputou o Campeonato FIA de Fórmula 2 com a equipe holandesa MP Motorsport, e alcançou resultados marcantes em sua temporada de estreia. Logo na primeira rodada do campeonato em Spielberg, na Áustria, Felipe se tornou o primeiro piloto a vencer na estreia desde 2017, quando Charles Leclerc venceu no Bahrein. No mesmo mês, Felipe conquistou sua primeira Pole Position na Fórmula 2, em Silverstone.


Em 2021, Felipe disputa o campeonato competindo pela equipe vice-campeã do ano passado, a inglesa UNI-Virtuosi.




Para saber mais sobre nosso piloto destaque, acesse www.felipedrugovich.com.br

Curta e compartilhe: